Poesias

Carta ao Senhor Tédio

Ione Grillo


Desprezado Senhor Tédio

É com muita satisfação que venho lhe informar
Que estou a partir, correr, zarpar...
Por um bom tempo fiquei ao seu lado
Mas foi um verbo conjugado no tempo errado
Não me importa presente, nem mesmo futuro
Só sei que o senhor vai ficar no passado
Então Senhor Tédio
Nosso romance não tem remédio
Agora quero o divórcio, amigável ou litigioso
Cuidado com sua decisão, pode ser perigosa
Meu advogado é astucioso.
Pois bem, agora eu lhe digo sem medo
Não tenho mais segredos, não haverá mais trégua
Vá plantar batatas, vá pentear uma égua
Va ver se eu estou na esquina
Aqui nosso romance termina.
Despedidas da sua grande inimiga
E sem nenhuma saudade

Senhora Felicidade


Cadastre-se no portal Escrita Criativa para receber dicas de escrita, artigos e informações de concursos

 

 

Comentários:

Envie seu comentário

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação:
Repita os caracteres "235811" no campo.